Homem escrevendo

Ilustração: Oliver Ray

Um homem escreve sob o sol da tarde.
O que ele escreve?
A mão encardida que mancha a folha branca,
o que ela escreve?
Um Homem, dentre tantos, que escreve o destino dos homens,
o que ele escreve?
Em versos, o caminho da mulher perfumada do outro lado da calçada.
Em prosa, o trajeto trôpego do homem sentado sob o sol.
O que ele escreve?
Não escreve. Pensa em escrever.
Ensaia. A caneta corre.
Não escreve. Pensa, se soubesse...
Um homem sentado sob o sol da tarde.
O que ele pensa?
Pensa que, se talvez escrevesse...
Tudo poderia ser diferente.
O Homem que escreve o destino dos homens,
o que ele escreve?
Escreve tanta coisa, tanta história.
O homem sentado sob o sol pensa:
"Quando Ele vai escrever a minha história?"

Priscila Mondschein

2 manifestações libertárias:

Talvez seja pq nós mesmos que escrevemos nossa própria história. Ou porque histórias de destino só vamos vendo os capítulos ao longo do tempo, tropeçando, rindo, vivendo.

Amei conhecer mais esse teu lado poético, eu ainda nao tinha vindo aqui, ainda.

E esse bloguito lindo layout, me deu uma sensação de paz, e eu que concordo com a Clarice...

Tb inventei um outro blog sobre (quase) moda, estilo, eu nao entendo nada, mas gosto.

Qdo for a afim o endereço tb tá no CaFoFo, inclusive a penúltima postagem tem a roupa do meu casório... hehe

 

linda semana
palavreando sempre ;)
bjos

 

Postar um comentário

Manifestações libertárias